sexta-feira, 4 de maio de 2018

E JA IA ME ESQUECENDO DO NOSSO QUERIDO SUL!!!!OS CAMPEÕES!!!!05/05/2017

Antes tarde do que nunca a após a batalha do Imposto de Renda ai estão os campeões do nosso querido sul do Brasil!!!!!!!!!!!















PARANÁ

No estado querido e acolhedor do Paraná o grande campeão foi o ATLÉTICO que venceu seu arqui rival o "coxa" CORITIBA. Ambos chegaram a final vencendo as respectivas copas que existiam dentro do campeonato paranaense: A COPA DIONISIO FILHO (grande jornalista esportivo)vencida pelo CORITIBA, e  COPA CAIO JUNIOR (grande treinador paranaense) ATLÉTICO. Na final o Furacão perdeu a primeira fora de casa por 1x0 mas reverteu o resultado vencendo a segunda em casa por 2x0. Mais do que o título foi a forma do Atlético vencer pois a quatro temporadas mais ou menos ele vem utilizando a categoria de base para disputar o paranaense e conquista o título pela primeira vez nesta forma, aliás seu 24º título!!!! Pra molecada do Atlético foi "canja"!!!!!

SANTA CATARINA

La para os lados da carne de pato e do bom chopp o campeonato foi decidido por dois velhos conhecidos: FIGUEIRENSE  e CHAPECOENSE. Um jogo só na final na casa da CHAPECOENSE e o FIGUEIRENSE foi lá e venceu por 2x0 conquistando seu 18º titulo catarinense. O FIGUEIRENSE deu um "dazumbanho" na casa adversária e saiu com "O-lhó-lhó" da torcida adversária!!!!!!!!!!!

RIO GRANDE DO SUL

Bah.......este campeonato foi pro demais de doido e principalmente doído para um time: O Inter de Porto Alegre!!! O campeonato foi literalmente dominado por todos times inclusive o Inter, mas nas rodadas finais o GRÊMIO veio das últimas posições, das gozações de rebaixamento e batendo o Inter nas quartas de final e foi para a final contra o BRASIL DE PELOTAS e literalmente obliterou com um 4x0 em casa, e outro 3x0 na casa do adversário conquistando seu 37º titulo gaúcho!!! O INTER ficou "atucanado" com a vitória do GRÊMIO que parecia um "bagual" no começo do campeonato mas depois ficou selvagem até o título!!!!!!!

quarta-feira, 18 de abril de 2018

O PODEROSO SUDESTE E SEUS CAMPEÕES!!!!18/04/2018


 No sudeste os campeonatos alem do paulista e Espirito Santo, a meu ver sempre são definidos por equipes consideradas grandes nos estados. Sempre dá um grande, salvo alguma zebra muito grande, e este ano foi assim no paulista tambem onde os quatro grandes chegaram a semi-final. Vamos aos campeões.













ESPIRITO SANTO

No campeonato capixaba a ordem foi: Fora com os grandes porqe aqui quem vai "catar" o título somos n´so. E foi assim que SERRA e REAL NOROESTE fizeram a final do campeonato capixaba deste ano com a vitória do SERRA na prineira partida fora de casa por 1x0 e com derrota em casa por 4x3. Na soma dos resultados O SERRA foi campeão pela melhor campanha na primeira fase e não como muitos publicaram por conta dos gols marcados fora de casa. Gols fora de casa o REAL marcou mais pois fez quatro enquanto o SERRA só fez um. Com isto O SERRA chega a seu 6º t[ítulo capixaba!!!!O SERRA "pocou" neste campeonato!!!!!!

MINAS GERAIS

Pois é em Minas nenhuma novidade e a disputa foi entre os dois meiores times do esta; ATLÉTICO e CRUZEIRO. Foi uma disputa acirrada e muito brigada pois no primeiro jogo o GALO foi para cima da RAPOSA  e bateu sem dó por 3x1. O CRUZEIRO teve uma semana de cão, não de raposa, com torcida organizada batendo a sua porta, xingando, ameaçando e tudo mais. Jogo de volta: CRUZEIRO 2x0 e o ATLÉTICO ficou a ver seu título quase certo escapar entre os pés de galinha não de Galo. Foi o 37º título do CRUZEIRO nas belas Minas Gerais e com toda certeza com um "prestenção" da torcida "nemezzzz"?????

RIO DE JANEIRO

O rio de Janeiro continua lindo e com um novo campeão, muito diferente do time mais amado do estado, um time aguerrido,e muito lutador: O BOTAFOGO é campeão carioca de 2018. O time venceu o renovado VASCO DA GAMA que tambem lutava para se firmar e afastar os tempos de segundona de sua vida. Os dois times com técnicos novos e com formações bem agressivas e dai então so poderia se esperar dois grandes jogos. No primeiro O VASCO não deu mole e venceu por 3x2 o Fogão. No segundo jogo tudo ia bem para mais um título vascaíno até que aos 50 min após a expulsão de Valência(por isto o jogo foi tão demorado) o zagueirão Carli marca 1x0 para o BOTAFOGO levando a decisão para os pênaltis. Pênalti e loteria? Então o BOTAFOGO jogou certo na loteria, venceu por 4x3 e conquistou seu 21º título estadual. O Fogão "bombou" na final!!!!!!!!!!!

SÃO PAULO

É em São Paulo o bicho foi mais embaixo. Duas das mais tradicionais camisas do estado. Uma rica, alardeada como a melhor equipe da América, muito dinheiro, craques e muito poucos títulos:O PALMEIRAS. Outra eficiente, sem gastar muito, elenco com mais de três anos de alguns jogadores, continuidade no trabalho esquema tático e organização ou seja planejamento e atual campeão paulista e brasileiro: O CORINTHIANS. A falação foi muita, as crítica alviverdes de que eram sempre prejudicados pelo apito correram solta mas o que faltou ao verdão foi capacidade futebolistica ou até emocional para vencer o CORINTHIANS. No primeiro jogo na casa do Timão, o alviverde se trancou, saiu jogando fechado e conseguiu o intento que era vencer, mas venceu só por 1x0. A obrigação de William e Dudu voltarem para marcar embolava o meio com Lucas Lima isolando Borja. Vieram substituições e não adiantou nada. venceram, tiraram sarro mas deveriam ter metido mais de três proque 1x0 não e placar para gozar corintiano. Veio o segundo jogo e tudo que nÃO deveria acontecer aconteceu: Um gol antes dos primeiros 15min do primeiro tempo. Rodriguinho foi lá e chacoalhou as redes palmeirenses e viu seu CORINTHIANS sossegado na partida ja que o PALMEIRAS por incrível que  pareça não agredia. 

Muita catimba, bate boca até o lance crucial do jogo: Um pênalti em DUDU CHORÃO (como chora este cara até para falar é chorado) em que o árbitro principal marcou e o quarto árbitro anulou.Confusão geral e pênalti anulado corretamente para choro e desespero palmeirense. O presidente xingou esbravejou meteu o pau na arbitragem mas foi um dos que no começo do ano foi contra o árbitro de vídeo na CBF para o brasileirão e disse que agora deveria existir. UÉ o arbitro de vídeo iria dar o pênalti que não existiu???? Confusão bate boca e tudo foi resolvido nos pênaltis onde o gigante CÁSSIO defendeu duas cobraças alviverdes e colocou a taça na sua própria mão porque era capitão. Muito xoxorô mas CORINTHIANS BI CAMPEÃO PAULISTA, seu 29º título!!!!!!! "Tamo junto" CORINGÃO!!!!

sexta-feira, 13 de abril de 2018

E OLHA AI A REGIÃO SERTANEJA DO BRASIL!!!REGIÃO CENTRO OESTE E SEUS CAMPEÕES!!!13/04/2018

A REGIÃO MAIS SERTANEJA E PANTANEIRA DO BRASIL E SEUS CAMPEÕES!!!VAMOS A ELES!!!

















MATO GROSSO

No Mato grosso uma decisão entre duas equipes novas e pouco reconhecidas no nosso Brazilzão: CUIABÁ e SINOP.  O CUIABÁ levou a boiada contra o SINOP vencendo a primeira fora de casa por 2x0 e fechando o baile em sua casa por 3x1. Foi o 8º título do CUIABÁ, seu segundo consecutivo. Nos últimos dois anos o CUIABÁ foi o "arroz de festa" no Mato Grosso!!!!!!!!!

MATO GROSSO DO SUL

Continuando no mato mas não no mesmo mato tivemos o campeão do Mato grosso do Sul que foi decidido pelas equipes do OPERÁRIO contra o CORUMBAENSE. O OPERÁRIO time mais antigo e com mais títulos sofreu para vencer o CORUMBAENSE pois perdeu a primeira por 1x0 e venceu em casa a segunda por 1x0 também. Foi campeão por gols marcados fora de casa, mas de outras partidas. Eita regulamento "brusco". Mesmo assim foi o 11º título do Operário!!!

GOIÁS

Nesta terra mais que sertaneja que se pode ter notícias em nosso Brasil, o time campeão foi uma figurinha carimbada em decisões no esta goiano: O GOIÁS. O time da capital venceu o pequeno mas valente APARECIDENSE só na segunda partida em casa por 3x1 pois no jogo de ida o placar foi de 0x0. Com isto o GOIÁS conquistou seu 28º título,  o seu consecutivo!!!! Melhor que isto galinhada com pequi!!!"Trem bão sô"!!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, 12 de abril de 2018

BRASILEIRÃO BATENDO NA PORTA MAS AI ESTÃO OS CAMPEÕES ESTADUAIS 2018 POR REGIÃO///12/04/2018


NESTA EDIÇÃO COMEÇAREMOS A MOSTRAR TODOS CAMPEÕES ESTADUAIS DO NOSSO BRASILZÃO COMEÇANDO PELA REGIÃO NORTE E NORDESTE:







Na região NORTE  nenhuma surpresa e os campeões foram estes abaixo:

ACRE

O campeonato do Acre foi decidido pelos times do RIO BRANCO e o GALVEZ (time estreante em decisões) mas deu a hegemonia do RIO BRANCO com placar de 2x2 no jogo de ida e 3x0 no jogo de volta na sua casa. O RIO BRANCO chegou (pasmem) ao seu 46º título acriano. Vamo pro piseiro comemorar este título!!!!!!!!!!!!!!

AMAZONAS

Na amazônia linda o grande campeão foi o MANAUS  que conquistou seu segundo título consecutivo. A decisão foi contra o FAST em um único jogo onde enfiou 4x0 sem dó nem "frechada"!!!!!! Este foi o título de sua história recente pois foi fundado em 2013!!!! O povo ficou abestado com a chibata que foi este título!!!!!!

PARA

No Pará o título foi de quem sempre frequenta as decisões naquele estado o glorioso REMO que enfrentou na final outro mandante sempre de finais que foi o PAYSANDU. O REMO conquistou o título vencendo o jogo de ida por 2x1 e a volta por 1x0. Belem em festa com o 45º titulo do glorioso!!!!!Um título Pai D´egua!!!!!!!!!!!!


Nos estados de Rondonia, Roraima e Tocantins os títulos ainda nem sequer chegaram perto da decisão.

Na regiao NORDESTE os resultados foram mantidos pelos times que sempre dominam oa campeonatos com surpresa para....

ALAGOAS

Nas lindas Alagoas o grande campeão foi o CSA que nopa de letrinhas venceu o CRB perdendo a primeira partida por 1x0 mas vencendo a segunda partida por 2x0 sagrando-se campeão e conquistando seu 38º tpitulo do campeonato alagoano. E viva esta terra linda e o CSA!!!! Bora time de cabra mcho!!!!!

BAHIA

Na terrinha o título foi decidido por dois velhos conhecidos e rivais: BAHIA X VITÓRIA. Nos dois embates o BAHIA foi superior e superou seu maior rival por 2x1 e 1x0. Foi seu 47º título baiano em toda sua vida esportiva!!!Bala BAHIAAAAAA!!!!!!

CEARÁ

No Ceara o principal xodó do campeonato talvez fosse a estréia de ROGÉRIO CENI, como técnico do FORTALEZA, mas o CEARÁ não quis nem saber e venceu pela segunda vez consecutiva o campeonato cearense por 2x1 em casa e por 2x1 na casa do adversário, na decisão, deixando o time de Ceni no vice campeonato. O Ceará conquistou seu 45º título cearense e "deu uma carrera" no time de Ceni!!!!!!!!!!!!!!

MARANHÃO

No majestoso Maranhão uma final entre um grande e um concorrente a grande:MOTO CLUB x IMPERATRIZ. Final dificil onde o Moto em casa venceu a primeira decisão por 3x0 mas perdeu a segunda decisão por 2x1 vencendo no saldo de gols. Foi o 26º título do Moto Club. Este time durante o campeonato foi totalmente "esparroso"!!!!!!!


PARAÍBA

"Paraíba masculina mulhé macho sim senhô". Mulhé macho não mas quem cantou de galo no terreiro paraibano foi o BOTAFOGO que venceu a CAMPINENSE na marra na final perdendo a primeira fora de casa por 1x0 e vencendo a segunda em casa por 2x0 conquistando seu 29º titulo sendo seu segundo consecutivo e "mangô" bonito do Campinense!!!!!!!!!!!!!

PERNAMBUCO

Nas lindas terras recifenses a final não teve os tradicionais Sport e Santa Cruz mas sim o grande NAUTICO contra o CENTRAL. A primeira partida na casa do Central o placar foi de 0x0 e na segundo em casa o Nautico carimbou sua faixa vencendo por 2x1 na marra e conquistando seu 22º título. O "bagúi foi doido"!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

RIO GRANDE DO NORTE

Nas terras potiguares um time não deu mole para o azar e foi campeão vencendo os dois turnos da competição. Foi o ABC que venceu e conquistou seu 55º título, seu consecutivo!!!!!!!!! O time foi "tampa" no que fez no campeonato!!!!!!!!!!!!!!!!
NOS ESTADOS DO PIAUI e SERGIPE OS CAMPEONATOS AINDA NÃO FORAM DECIDIDOS!!!!!!!!!
NA PROXIMA PUBLICAÇÃO REGIAO CENTRO OESTE E SEUS CAMPEÕES!!!!!!!!!!!

domingo, 25 de março de 2018

47 ANOS SEGUIDOS:O FIM DE UMA DINASTIA?QUEM SERÁ O PRÓXIMO BRASILEIRO NA F-1?????25/03/2018



O que aconteceu com o automobilismo brasileiro? Que tipo de falência esportiva aconteceu para desencadear esta situação incomoda e ate digo vexatória para este grande esporte brasileiro, amado por uma nação que é a F-1.Dirigentes, pilotos, associações ninguem da uma explicação plausível para este acontecimento, mas o que aconteceu é que foram deixando para depois e o depois chegou. Não venham me falar de dinheiro porque a F-1 é rica mas tem que se ter talento. Este talento sumiu? O investidores sumiram?
Não sei so sei que quando isto tudo começou com EMERSON FITTIPALDI não acredito que acabaria assim. Emerson estreou na F-1 em 1970 trazido por Colin Chapman e já a bordo de uma LOTUS que apaixonaria qualquer amante do automobilismo. Estreou em Brands Hatch circuito inglês saindo nas ultimas posições chegou em oitavo. Duas semanas depois marcaria seus primeiros pontos ja chegando em quarta lugar em Monza. Talento mostrado. Veio a temporada de 1971 e Emerson subiu ao pódio apenas três vezes e começando a mostrar mais seu talento ao mundo.
Ai veio a temporada de 1972 e as vitórias começaram a acontecer, foram cinco, e junto com elas o primeiro titulo mundial da F-1 para o Brasil. EMERSON FITTIPALDI CAMPEÃO MUNDIAL F-1 1972 mais jovem da historia da F-1 com 25 anos oito meses e vinte e nove dias, recorde só quebrado em 1005 por Fernando Alonso!!!!Até selo ele ganhou dos correios. Foi uma reviravolta no automobilismo brasileiro. Junto com isto e a responsabilidade o ano de 1973, foram três vitórias e perdeu o titulo para o lendário tambem Jackie Stewart, mas esta temporada serviu para mais uma vitória brasileira:
A inclusão do GP DO BRASIL DE F-1 a partir da temporada seguinte, inclusive com vitória do próprio Emerson que havia trocado a Lotus pela McLaren no ano de 1973 e com três vitórias venceria novamente o mundial e se tornaria BI CAMPEÃO MUNIDAL DE F-1.
Após este ano Emerson se aventurou a construir sua própria equipe mas infelizmente fracassou apesar de alguns bons resultados sempre andando em 4º,5º e 6º lugares, fora em 1978 quando conquistou um segundo lugar, mas não deu certo. O carro era bonito mas não era "pilotável". Emerson saiu da F-1 ao final de 1980 ano em que começava a surgir outro exponencial brasileiro da categoria da categoria:
NELSON PIQUET. 




Alias Nelson Piquet chegou na F-1 como um verdadeiro cometa, fazendo historia ja na F-3 inglesa, em 1978,  onde quebrou o recorde de vitórias da categoria de ninguém menos que Jackie Stewart, um dos mais renomados pilotos ingleses de todos os tempos tido como Sir pela rainha, mas perdeu o recorde e ponto. Os olhos da F-1 se abriram e opbservavam aquele piloto competente, as vezes azedo mas com muita capacidade.

Neste ano de 1978 teve sua cchance e  estreou na F-1  pela Ensign, pilotou a Mc Laren , e chegou onde deveria logo com o tempo.Piquet se mostrava um prodígio e agradava (profissionalmente) a todos no padock porque alem de ser um competente piloto demonstrava uma capacidade enorme de acertar seus carros de corrida para que eles dessem o máximo nas provas disputados. Foi assim que ele chegou a escuderia que lhe daria o primeiro título mundial:
A BRABHAM
Estreou em  em 1979 pela escuderia, e já  conquistou o vice-campeonato em 1980. Mais maduro e mais competente Piquet foi para o campeonato de 1981 com um carro melhor e mais ajustado por ele onde disputou com Carlos Reutmann, e sua Williams uma temporada acirradissima , foi 50 a 49 (apesar dos descartes) e que consagrou Nelson Piquet aos 29 anos como  CAMPEÃO MUNDIAL DE F-1 1981 com sua Brabham BT 49c.
Veio a temporada de 1982 e seu carro sofreu com a concorrência 
das Williams de quem se tornaria campeão da temporada Keke Rosberg,da Ferrari de Didier Pironi e da McLaren de Jhon Watson.
Piquet terminou a temporada em 11º, com apenas uma vitória no Canada e viu que sua Brabham teria que melhorar sensivelmente para a próxima temporada pois estava muito atrás das equipes adversárias..

A virada já aconteceu em 1983 quando Piquet teve um carro totalmente melhorado e reconstruído pois naquele ano as regras de F-1 mudaram mudando os assoalhos acabando com o "downforce", ou seja acabou o "efeito solo" , dando uma característica mais decisiva para  os motores para turbo. A diferença para a Brabham e que ela ja tinha o motor BMW turbo azeitadinho enquanto a campeão Williams de Keke Rosberg com o motor Honda e a McLaren com os motores Porsche tiveram que começar a temporada com os motores Ford Cosworth. Mas existia um carro amarelinho chamado Renault que iria incomodar. Piquet começou vencendo no Brasil mas teve um adversário naquele ano que começava a despontar na F-1: Alain Prost que correndo pela Renault tornou-se um pesadelo para nosso campeão vencendo 4 corridas contra 3 de Piquet e totalizando 57 pontos contra 59 de nosso campeão, alias PIQUET BI-CAMPEÃO de F-1 1983
Piquet venceu sua segunda temporada e entrou no grupo seleto de bi-campeões mas ainda teria muita história.
Na temporada de 1984 e 1985 Piquet participou como coadjuvante dos campeonatos de Lauda(1984) e Prost (1985) nada podendo fazer por conta de seu carro.
Veio 1986 e em uma virada decisiva Piquet vai para a Williams e tem como parceiro de escuderia o leão Nigel Mansell, inglês. Equipe inglesa piloto inglês e uma lambança inacreditável neste ano. O ano foi de disputas memoráveis com o inglês conquistando 5 vitórias contra 4 de Piquet chegando a Austrália para decidir o campeonato com o inglês na frente podendo chegar em terceiro. Piquet deveria vencer e torcer contra o inglês. Deu certo.
O pneu de Mansell estourou na reta de Adelaide e deixou o título no colo de Piquet. Piquet deveria ter ido aos box trocar pneus pois a equipe tinha medo que acontecesse o mesmo que Mansell. Ai apareceu a terceira força: Prost. Três vitorias no ano e tendo que chegar a frente de Piquet para ser campeão. A equipe manda Piquet para o box que relutância vai, torca os pneus e chega 4.05 atrás de Prost. Prost campeão. Sinceramente nunca vi uma equipe dar um título deste jeito para outro piloto. Foi uma lambança!!!!!!!
O jeito foi ir para a temporada de 1987 com o gosto amargo na boca de ter perdido um título bem dizer já ganho. Veio 1987 e a primeira atitude de Piquet foi romper com Mansell e esconder tudo que fazia em seu carro do inglês e as vezes até dos engenheiros. Piquet literalmente dominou sua Williams, mas venceu apenas três vezes na temporada contra seis de Mansell. Ai veio temporada difícil que foi com mais três pilotos que colaboraram vencendo sete provas durante o ano: Prost Três provas, Senna duas provas e Berger duas provas. Nestas provas Piquet só não foi segundo colocado em três delas,  e pontuou em segundo no campeonato várias vezes (sete vezes)totalizando pontos necessários para conseguir se manter a frente de Mansell e conquistar o campeonato de 1987 por 73 a 61. NELSON PIQUET O PRIMEIRO TRI CAMPEÃO MUNDIAL DE F-1 PELO BRASIL!!!!!


Após o tricampeonato Piquet cansou das brigas da Williams, foi tentar novos area na LOTUS onde outro piloto brasileiro havia deixado e na temporada 1988/1989. Teve três podios em 1988 e apenas um quarto lugar em 1989. Já pensando em aposentadoria foi tentar sua ultima cartada na Benetton  que poderia se transformar em um carro competitivo na temporada 1990/1991. Na de 1990 obteve duas vitórias e o terceiro lugar no mundial no meio da briga Senna/Prost ainda conseguiu esta proeza com um carro limitado.
 Veio 1991 a Benetton se mostrou menos competitiva ainda em meio as McLaren e Williams e conseguiu apenas uma vitoria, no Canada, aliás sua ultima vitória na F-1, Piquet se aposentou no final de 1991 deixando para trás um legado maravilhoso na F-1 e histórias de todos os tipos.Este foi outro monstro da F-1.
O terceiro piloto na hegemonia brasileira na F-1, não foi apenas um piloto, um vencedor este po0r uma forma ou outra se transformou em uma lenda, um nome inquestionável e um piloto supremo para os amantes da F-1 tanto brasileiros como estrangeiros. Maior esportista do século XX. Maior piloto de todos os tempos pela BBC de Londres.Seu nome:
AYRTON SENNA DO BRASIL
O menino tímido fora de um carro ou kart mas uma verdadeira fera quando se colocava atrás do volante destes objetos de prazer para ele, começou sua carreira pelos carrinhos pequenos, ainda no Brasil: O KART. Senna nesta modalidade ja era considerado um dos maiores pilotos do mundo, mas nunca conseguiu sagrar-se campeão munidal nas quatro vezes que tentou, no máximo chegou a um vice campeonato. O kart sempre foi a porta para ir competir na Europa e foi assim que Senna seguiu para o templo das corridas de iniciantes e postulantes a F-1 naquela época:A F-3 INGLESA.
Chegou em 1981 para competir na Formula Ford 1600, onde foi campeão inglês. Em 1982 foi campeão europeu e britânica Fórmula Ford 2000 e ja em 1983 sagrou-se campeão da competição na Inglaterra na F-3 inglesa. Ao final de 1983 gozando de um prestigio enorme nos padocks da F-1 foi convidado a realizar um teste na Williams. Bateu o recorde do circuito de Donington Park, sendo melhor que o piloto de testes Jonhatan Palmer. Testou na McLaren: Foi melhor que os pilotos na escuderia na época, Martin Brundle, Stefan Belofff. Testou na Tolleman, foi mais rápido que o piloto da escuderia Derek Warwick. Foi contratado para estrear em 1984.O começo do sonho!!!
Senna chegou a Tolleman com o nome ja em alta na F-1. Senna marcou seus primeiro pontos pela Tolleman na Africa do Sul e na Bélgica, mais a corrida que iria levar seu nome as altura estava chegando e seria o GP de MONACO. Monâco serviu mesmo como divisor de águas para mostra o talento de Senna aos olhos do mundo e de outars escuderias. Ele largou em 13º a aproveitando-se da chuva, que começou a se mostrar seu território, ja na volta 19 passou por Niki Lauda que estava em segundo e foi para cima de Prost, quando a chuva aumentou e a distância entre eles foi diminuindo até que na volta 31 Senna ultrapassa Prost, mas a direção de prova parou e interrompeu a corrida. Ai começou a primeira de |Prost e Senna: A direção da F-1 na época, francesa, com Balestre, não só tirou o primeiro lugar de Senna, pois quando uma corrida é interrompida o que vale é a volta anterior, como quebraram no meio os pontos. Senna por si só trinfou e Prost perderia o campeonato para Lauda por meio ponto ao fim da temporada. Castigo???
Temporada 1985 a 1987 Senna trocou a pequena Tolleman pela influente Lotus e ai deu ums alto de qualidade que o colocaria certamente entre os maiores de todos os tempos. Não foram temporadas fáceis pois tinham pilotos como Prost, Piquet, Mansell, todos em ótima forma e com carros competitivos como Williams, McLaren,Brabham, além das Ferraris. Senna largou em 1985 com um quarto lugar no Brasil mas logo em seguida em Estoril, Portugal, escreveria seu nome como um dos pilotos a vencer uma prova de F-1. Sua primeira vitória, na chuva e com toda emoção!!! 1985 e uma quarta colocação no campeonato mundial.
Veio 1986 e Senna tinha uma Lotus mais confiavel tanto que estreou com uma segunda colocação no Brasil e ja venceu em Jerez, na Espanha logo em seguida e liderando o campeonato pela primeira vez na F-1. Senna adotava a estratégia de não trocar pneus mas isto infelizmente não deu certo para o resto da temporada. Quarta colocação novamente com mais uma uma vitória apenas no Gp dos EUA.
Em 1987 promessas de temporada melhor visto que a Lotus adquiriu o motor Honda, propulsor utilizado pelas Williams, e depois das três primeiras provas Senna emplacou duas vitórias seguidas, nos EUA e em Mônaco, onde começaria seu grande reinado. Mas não conseguiu fazer frente as  Williams novamente terminando na ótima terceira posição neste ano. Ultimo ano pela Lotus de quem ele se despedia com o dever cumprido e a transferência que iria mudar a carreira do nosso querido Ayrton.
Temporada de 1998:transferência para a grande McLaren onde ficaria até 1993.
Senna finalmente teria um carro competitivo mas com uma companhia nada agradavel: Alain Prost.
Em 1988 a  temporada foi dominada completamente pelos dois pilotos que venceram quinze das dezesseis corridas no ano, onde Senna venceu oito corridas e Prost sete corridas. SENNA CAMPEÃO MUNDIAL DE 1988 de pilotos pela primeira vez, mas arrumou uma briga............
Veio a temporada de 1989 e a McLaren poderia ter contornado o duelo entre seus pilotos mas não o fez. Clima tenso, caras feias e rompimento entre Senna e Prost. Prost ja havia avisado a McLaren que correria pela Ferrari na  proxima temporada. Senna havia vencido seis provas na temporada e Prost apenas quatro mas contava com a  regularidade a seu favor, chegaram a Suzuka com Prost com setenta e seis pontos mas ja tinha descartado todos pontos que podia e Senna com sessenta pontos, em que vencendo as duas ultimas provas seria campeão.  A corrida foi Prost x Senna durante todos pits, tomadas de tempo em que Senna parecia cuidar de seu carro para as ultimas voltas dar o bote certeiro em Prost.
Chegou a hora. Volta 40, Prost perde tempo demais atrás de uma Arrows e Senna cola. Ai o que se segue foi uma das maiores sacanagens ja vistas na F-1: Na volta 45 Senna veio com mais ação na reta colocou na curva ultrapassando e Prost teve seu lado negro revelado:
Bateu em Senna sem piedade. Os dois ficam parados e Prost não consegue voltar e Senna mesmo com o bico quebrado consegue cortar a chicane e chegar aos boxes. Troca o bico dianteiro e volta longe de Nanini, atual líder, a cinco voltas do final. Acabou?Prost campeão? Que nada ali estava Ayrton Senna do Brasil que em uma recuperação assombrosa a duas voltas da final, esmo com a suspensão avariada consegue ultrapassar Nanini e vencer a prova. Senna Venceu? Não. Senna foi desclassificado por cortar a chicane e Nanini foi declarado vencedor, fazendo assim Prost se tornar tricampeão mundial. Senna e a McLaren esbravejaram muito tanto que tomaram uma multa de U$ 100 mil e Senna seis meses de suspensão, pena dada por Balestre, presidente da FIA e francês. Anos mais tarde Balestre confessou que deu o título a Prost só porque ele era francês, mas que Senna era o legítimo vencedor daquela corrida.
1990 começaria com todas estas mágoas, frustrações mas com um alívio:Senna não teria mais a companhia na equipe do francesinho sujo mas continuaria a ter em seu retrovisor. Prost venceu cinco vezes contra seis vezes de Senna. Novamente os descartes fariam Senna e Prost chegarem a Suzuka em uma decisão de campeonato. Desta vez Prost teria que vencer as duas e Senna não marcar. Senna milagrosamente marcou a pole position, mas novamente uma francesada colocou a pole no lado sujo da pista e Prost para largar no limpo. Durou exatamente 800 metros para que o lado negro dominasse Senna e ele se vingasse do que aconteceu na temporada passada. Pancada em Prost e fim de campeonato. SENNA BI-CAMPEÃO MUNDIAL 1990!!!!!
Temporada de 1991 e novos ares para todos. Prost se retirou e Mansell assumiu seu lugar como coadjuvante na disputa pelo titulo. A Williams ali começava a se tornar uma pedra no sapato de Senna. Nada que atrapalhasse na temporada pois Senna venceu sete das dezesseis corridas enquanto Mansell apenas quatro corridas, e assim Senna se tornou TRICAMPEÃO MUNDIAL DE F-1 em 1991, aliás o mais jovem piloto até aquela época, apenas sendo batido por Vettel em 2012.
O que era uma pedra no sapato começou a se tornar uma obsessão. Uma pena para os brasileiros e para Senna. de 1992 a equipe Williams como mencionamos acima começou a dominar completamente a F-1 com carros que tinham suspensões computadorizadas, controle de tração entre outros componentes eletrônicos que a transformaram em um carro do seculo. 1992  Senna venceu três vezes, 1993 venceu cinco vezes conquistando um vice-campeonato mas com uma forte contrariedade: Prost havia voltado e foi campeão, mas a Williams em 1993 queria Senna, que foi barrado por Prost, por conta de uma cláusula de contrato, e os motores Renault. A rivalidade continuava e a obsessão pela Williams também.
Veio o fatidico 1994 e Senna pdoeria pilotar a Williams pois a clásula de Prost não se estendia até 1994. Prost se retirou novamente da F-1 e Senna assumiu a tão sonha Williams. A temporada negra como eu chamo viu uma Williams se tornar um carro comum pois a FIA  baniu o controle de tração, suspensão ativa freios ABS, entre outros componentes eletrônicos. Senna encontrou um carro instável e desajeitado, pelas suas próprias palavras. GP do Brasil, onde se esperava muito, Senna fez a pole mas tinha Schumacher para lhe atormentar. Rodou e abandonou. Segunda prova GP Pacifico no Japão:Pole novamente e batida na primeira curva. Senna estava pressionado e sentindo-se acuado pelo carro ruim que pilotava. Veio a terceiro e derradeira prova:IMOLA, Italia. Ratzenberger bate e morre durante os treinos. Barrichelo bate forte e se fere seriamente. J J Letho e Pedro Lami batem na largada e arremessam pnus na arquibancada ferindo vários espectadores. Mas o pior estava por vir: Senna vinha da terceira melhor volta da corrida e iniciou a ultima volta de sua carreira e sua vida. Na curva Tamburello, por razões que ate hoje são desconhecidas seu carro saiu reto e bateu. Um dia para ser esquecido pois foi a morte de um dos maiores ou o maior piloto ja visto até hoje na F´1. Nem os títulos de Schumacher, Vettel, Hamilton entre outros que passaram o tri campeonato foram eficazes para apagar a imagem de "lenda" e vencedor de Senna. Ali começava o declínio dos pilotos brasileiros na F-1.
Após Senna a grande aposta do automobilismo brasileiro e de uma nação inteira recairia sobre as costas de um jovem piloto que havia sido penta campeão da kart no Brasil,campeão da Formula Opel em 1990, noa ano seguinte campeão da F-3 inglesa e terceiro na F-3000  no ano seguinte. Após isto RUBENS BARRICHELLO desembarcaria na maior categoria do automobilismo com vinte anos e se tornaria o piloto com maior longevidade na categoria de todos os tempos. Sua equipe: A JORDAN onde correu de 1993 a 1996. Em 1994 conquistou seu primeiro pódio em Aida, Japão e em 1995 seu resultado mais expressivo, uma segunda colocação no GP do Canada. 
1997 foi um ano de mudanças ja que a Jordan investiria pouco Rubinho foi para um projeto ousado: A STEWART do lendário Jackie Stewart. Ja de inicio Rubinho conquistou um terceiro lugar na Argentina e um segundo lugar em Mônaco. Em 1998 um carro mal construido acabou com sua temporada. Em 1999 com um motor melhor comnquistou três terceiros lugares nos GP de Ímola, Magny Cours e Nurburgring, uma pole no GP da França. Os olhos de duas grandes equipes se abriram por Rubinho: A McLaren e a Ferrari.
Ano de 2000 e Rubinho acerta com a toda poderosa FERRARI, e la teve seus primeiros louros da
vitória. Foram cinco temporadas, duas vezes vice campeão mundial e venceu nove grandes prêmios. Quando Rubinho chegou a Ferrari todos brasileiros apostaram que nascia o novo Senna, titulo que Rubens teve de carregar por toda a sua carreira, e até com alguns torcedores ridículos apontado ele como fracassado. Como se corre em uma Ferrari contra Schumacher mandando e a equipe toda por ele???Rubens fez o que pode e largou a equipe de Schumacher e foi para a Honda.
Na temporada de 2006 a 2008 as vitórias e pódios escassearam e em três temporadas apenas um terceiro lugar em 2008. A Honda não funcionou!!!!!!!!!!! E Barrichello era tido como aposentado.
Duvidas e um novo projeto com um velho conhecido de Ferrari, ROSS BRAWN, e ai Rubens teve a chance mais forte, apesar de na Ferrari o carro ter sido melhor, de ser campeão mundial. Seu companheiro Jenson Button. A temporada de 2009 começou e com a BRAWN GP.
Em um carro que estava voando literalmente na frente das outras escuderias a Brawn se dedicou a ver qual de seus dois pilotos seria campeão da temporada. Tudo começou melhor pára Button que venceu na abertura da temporada e nauqle ano conquistaria mais cinco vitórias contra apenas duas de Rubinho que lutou mas viu o piloto inglês ter mais sorte e nao contar com tantas quebras de seu carro. Rubinho teve a chance de ser vice-campeão mas na ultima prova Vettel venceu e ele conquistou so uma quarta posição perdendo o vice.
Novamente parecia encaminhada a aposentadoria mas surgiu o convite da WILLIAMS para a temporada 2010/2011. Dois anos em o que mais chegou perto foi uma quarta e uma quinta em 2010 e em 2011 a Williams foi inventar com um novo cambio e novas atualizações aerodinâmicas e ficou apenas com cinco pontos, quatro marcados por Barrichelo. Fim de uma hist´ria de um piloto que foi o que mais disputou GPs na historia da F-1. Para muitos uma historia normal, mas para quem acompanhou e viu a dificuldade de carregar nas costas o desejo de uma nação, uma história maravilhosa!!!!!!!!!!!

O último piloto brasileiro a participar de uma temporada de Fórmula-1 foi FELIPE MASSA. Assim como Rubinho um piloto competente, mas que sofreria com o mesmo estigma do companheiro de pistas: Ser o próximo Senna. Felipe passou por todas as fórmulas europeias mas não sagrou-se campeão e logo encontrou seu lugar na F-1 na temporada de 2002 a 2005 onde disputou pela SAUBER as três temporadas, sendo que em 2003 foi piloto de testes da Ferrari. Não conseguiu nenhum resultado expressivo na Sauber mas com a aposentadoria de Rubinho assumiu ao lado de Schumacher o posto de piloto numero dois na toda poderosa FERRARI nas temporadas de 2006 a 2013. Felipe sentiu na pele o que era ser companheiro de Schumacher, assim como Rubinho sentiu.
Mas ele teve uma chance que Rubinho não teve na temporada de 2007 quando Schumacher se aposentou. Brigou bem mas teve muitos problemas e terminou em quarto. Agora a verdadeira chance veio em 2008 quando disputou ponto a ponto com Hamilton o campeonato e perdeu na ultima curva de Interlagos o título.
Uma ducha de água fria nos torcedores brasileiros e em Felipe parece que algo mudou dentro dele pois sua competitividade não era mais a mesma.
Em 2009 o maior susto da carreira. Durante os treinos do GP da Hungria de 2009, Felipe vinha atrás da Brawn de Rubinho e eis que se solta uma mola do carro da Brawn de mais menos 12 cm de diâmetro e umas 800 gramas atingindo Felipe em cheio no capacete. A pancada foi equivalente a 152 Kilos. Foi pro Deus que não aconteceu algo mais grave com Felipe. Retornou as pistas em 2010 conseguindo um podio no Barhain em segundo, foi terceiro na Australia, conseguiu liderar o campeonato no GP da Malásia mas depois se envolveu em muitas polêmicas com Fernando Alonso,s eu companheiro de equipe, inclusiva a mais tradicional da Ferrari foi quando mandaram Felipe no GP da Alemanha trocar de posição com Alonso para que o mesmo ganhasse a corrida. Vieram punições multas e novamente um brasileiro manchado na Ferrari. Felipe era instável e na temporada de 2012 começou muito mal, mas teve que se contentar em ver uma Ferrari querendo fazer Alonso campeão. Foi uma temporada com alguns bons resultados mas frustrante para o piloto que renovou ate 2013 mas que tambem foi uma temporada para Alonso que por conta do destino nao venceu em nenhuma das duas 2012/2013 frustrando a Ferrari que novamente prejudicou um brasileiro ascendente a campeão mundial.
Fim do vinculo com a Ferrari e novo vinculo com a Williams de 2014 a 2017 sendo que em 2016 havia abandonado a F-1 e a Williams o chamou novamente para 2017.
Temporadas sem nenhuma chance de vitórias ou até de pódios mas Felipe sempre tirava um ás da manga e em 2014 conquistou uma pole, dois pódios, terceiro lugares no Brasil e na Italia. 2015 dois podios novamente Austria e Italia e em 2016 e 2017 nenhum pódio encerrando sua carreira na F-1 em 2017 e deixando nosso país sem representação na F-1. Massa poderia ter sido mais para mim mas dois fatos marcaram sua carreira e mudaram seu jeito de pilotar:Perder um título por meia volta no Brasil e a mola da Brawn que parace ter deixado ele mais temeroso e menos ousado que sempre foi sua caracteristica. Mas valeu por ter corrido na F-1 pelo menos!!!!!



Não podemos nunca nos esquecer de um pilotaço das antigas, da epoca de Emerson, que era um dos precursores do Brasil na F-1 que era :JOSE CARLOS PACEPace entrou na F-1 em 1972 pela Williams(que historia com brasileiros esta equipe) e ficou até 1977.
 Conquistou uma unica vitória em 1975 com sua Brabham Martini. O último pódio foi em 1977, um segundo lugar na Argentina a segunda corrida do campeonato, a sua última corrida de F-1 pois em Março de 1977 após um acidente aéreo Pace faleceu deixando um legado de bom piloto e um "gentleman". A homenagem veio com o nome do autódromo de São Paulo.


PROMESSAS???

A escola da F-1 necessariamente quase exige que os novos pilotos ainda meninos iniciem no kart depois passando pelas fórmulas européias para se concretizarem como pilotos aspirantes ao cockpit da F-1. Alguns brasileiros ano passado chamaram atenção como:

FELIPE DRUGOVICH
17 anos, e ai estamos falando de um piloto que esta ralando, é campeão e é considerado a grande promessa para a F-1. Após o sucesso no kart no Brasil Felipe seguiu para os monopostos alemães em 2016 e simplesmente ano passado ganhou 17 corridas e não foi campeão na F-4 alemã por muito pouco chegando em terceiro lugar. Tem DNA pois vem de uma família de pilotos, tem estrutura mas vem sempre a pergunta:  Vira um patrocínio que lhe leve a F-1???Merecer ele merece!!!                                                                
SERGIO SETTE CAMARA: 19 anos, atualmente o mais badalado em termos de mídia e de condições a um grande patrocínio para conquistar uma vaga na F-1. Corre em um time de ponta na F-2 onde seu companheiro é piloto de testes da McLaren. Sette esta na Europa desde 2014 mas não obteve nenhum resultado expressivo  em todos estes anos que esta lá mas pelo jeito tem apoio da mídia e um bom patrocínio nas mãos. Ao que tudo indica é o piloto que vais
 sentar mais rápido em um F-1.   


PIETRO FITTIPALDI
Nome pesado e com DNA fortissimo, Pietro, 21 anos, neto de Emerson, vai começar sua caminhada pela Fórmula Indy este ano de 2018, onde disputara sete provas., sem se preocupar com a F-1 ainda, pois além do nome forte do avô ainda tem como investidos Carlos Slim, nada mais que o homem mais rico do mundo. Este tem tudo só temos saber se tem braço e capacidade como o nome sugere.




MATHEUS LEIST
19 anos, campeão da F-3 inglesa no ano de 2016, foi outro que migrou este ano para a F-Indy para pegar mais rodagem e experiência ja que vai correr com o campeonissímo Tony Kanaan. Menino rápido, mas esbarra na ideia de ter ido para a Indy, ai os patrocionios pdoem escassear para uma futura chance na F-1.




Existem nomes como Pedro Piquet, filho do tri-campeão Nelson Piquet, que conta com a  influencia que o pai tem na F-1, mas ainda não decolou na F-3 inglesa e Matheus Iorio que foi campeão da F-3 Light no Brasil e esta na EuroFormulaOpen, torneio de F-3 da FIA, onde terminou em nono ano passado. 

ABAIXO A HISTÓRIA DE TODOS BRASILEIROS NA F-1.


#PilotoNaturalidadeTemporadasEquipesCorridas
(Largadas)
VitóriasPole
positions
PódiosPontosTítulosRef
1Chico Landi São Paulo(São Paulo)4260001,50[19]
2Gino Bianco Itália(Turim)11400000[20]
3Nano da Silva Ramos França(Paris)21700020[21]
4Fritz d'Orey São Paulo(São Paulo)12300000[22]
5Emerson Fittipaldi São Paulo(São Paulo)113149 (144)146352812[23]
6Wilson Fittipaldi Jr. São Paulo(São Paulo)3238 (35)00030[24]
7José Carlos Pace São Paulo(São Paulo)6373 (72)116580[25]
8Luiz Pereira Bueno São Paulo(São Paulo)11100000[26]
9Ingo Hoffmann São Paulo(São Paulo)216 (3)00000[27]
10Alex Dias Ribeiro Minas Gerais (Belo Horizonte)3320 (10)00000[28]
11Nelson Piquet Rio de Janeiro (Rio de Janeiro)145208 (204)232460485,53[29]
12Chico Serra São Paulo(São Paulo)3233 (18)00010[30]
13Raul Boesel Paraná(Curitiba)2230 (23)00000[31]
14Roberto Pupo Moreno Rio de Janeiro (Rio de Janeiro)7975 (42)001150[32]
15Ayrton Senna São Paulo(São Paulo)114162 (161)4165806103[33]
16Maurício Gugelmin Santa Catarina(Joinville)5380 (74)001100[34]
17Christian Fittipaldi São Paulo(São Paulo)3243 (40)000120[35]
18Rubens Barrichello São Paulo(São Paulo)196326 (324)1114686360[36]
19Pedro Paulo Diniz São Paulo(São Paulo)6499 (98)000100[37]
20Ricardo Rosset São Paulo(São Paulo)2233 (26)00000[38]
21Tarso Marques Paraná(Curitiba)3126 (24)00000[39]
22Ricardo Zonta Paraná(Curitiba)4337 (36)00030[27]
23Luciano Burti São Paulo(São Paulo)221500000[40]
24Enrique Bernoldi Paraná(Curitiba)2129 (28)00000[41]
25Felipe Massa São Paulo(São Paulo)123256 (254)11164111420[42]
26Cristiano da Matta Minas Gerais (Belo Horizonte)2128000130[43]
27Antônio Pizzonia Amazonas(Manaus)322000080[43]
28Nelson Piquet Jr. Alemanha(Heidelberg)2128001190[44]
29Bruno Senna São Paulo(São Paulo)3346000330[45]
30Lucas Di Grassi São Paulo(São Paulo)1119 (18)00000[46]
31Felipe Nasr Distrito Federal(Brasília)2120000290[47][48]